Janela Indiscreta

Este blogue foi recomendado pelo Pedro Rolo Duarte no seu programa Janela Indiscreta, da Antena 1, a 28-07-2010.
A história chegou ao fim, foram 42 episódios ao longo de meio ano. Mas ela está cá toda, é só consultar o arquivo do blogue, começando em Julho de 2010. Ou escolha o episódio que quiser, utilizando a caixa de pesquisa, aqui ao lado.
À laia de motivação, aqui fica a republicação do 1º Episódio.

4 de agosto de 2010

7º Episódio

O Sr. Cebolo piscou-me o olho matreiro e eu não resisti a perguntar:
“Quer isso dizer que o senhor e a Sra. Tortinova...”
“Por mais agradável que a vida seja, aqui no meio desta gente simpática, nada me impede de fazer os possíveis por a tornar mais agradável ainda, não é verdade?”
Desatou às gargalhadas, tornando a pôr a russa maldisposta, embora ela não soubesse sobre o que estávamos a falar. Aproximou-se novamente e lançou-lhe seca:
“Já comeste o suficiente!” Depois dirigiu-se-me muito simpática: “E o Professor precisa de descansar.”
“É verdade, minha senhora.”
Ela sorriu-se toda:
“Olga para si, Professor!”
Por um momento, receei os ciúmes do Sr. Cebolo. Por mais amigável que ele me parecesse, não deixava de ser um daqueles nazis fanáticos. Mas o homem levantou-se muito naturalmente e limitou-se a dizer:
“Desejo-lhe um sono reparador!”
“Obrigado.”
Assim que ele se afastou, a russa tornou a falar comigo:
“Se precisar de alguma coisa, chame-me.” Aproximou-se mais e acrescentou de olhar insinuante: “Estou disponível a qualquer hora.”
Sem saber o que lhe dizer, quedei-me perplexo. Felizmente, ela não esperou por uma resposta. Rodou sobre os tacões e retirou-se, na companhia dos outros.
Fiquei largos minutos paralisado sobre a minha cadeira. Mas que mundo maluco era aquele? Caso se tratasse de um sonho, era o mais idiota que eu jamais tivera. Acabaria, se eu fosse dormir e tornasse a acordar? De qualquer modo, resolvi tomar um bom banho primeiro.
Na casa de banho, esperava-me mais uma surpresa: óleo de duche com aroma de bergamota e vetiver, o meu preferido! Abri a torneira suspirando. Como sentia a falta dos meus filhos, Dahlia e Maddox! Não valia a pena pensar na Amanda, que já arranjara um novo namorado.
Debaixo do chuveiro quente, envolvido por aquele aroma agradável, comecei a sentir-me melhor. Não havia a menor dúvida de que se tratava de um sonho. Porque é que terroristas, ou seja lá quem fosse que me tivesse raptado, se haviam de dar ao trabalho de me arranjar o meu café e o meu óleo de duche preferidos? Sinceramente! Só saído da minha própria cabeça!
Assim que acordasse, iria logo telefonar aos meus filhos e...
De repente, descobri a razão de ser de tal sonho! Como normalmente me faltava o tempo para ser um bom pai, Deus queria apenas mostrar-me (sim, acredito em Deus) quão importantes os meus filhos me eram.
Decidi mudar radicalmente o meu comportamento! Dedicaria o próximo fim-de-semana aos pequenos. O Maddox gosta muito de pescar e a Dahlia de nadar. Levá-los-ia para a minha casa do lago, na Califórnia do sul. E, nas férias da Páscoa, iria com eles para o Brasil, adiando quaisquer projectos que tivesse em cima da mesa.
Assim animado, caí na cama. Era confortável e adormeci logo.

9 comentários:

antonio - o implume disse...

Acreditar em Deus nos sonhos, não será um pesadelo ateu?

Hum! Isto até vai meter traição, ciúmes e sexo. O que pode acontecer num bunker...

Daniel Santos disse...

assim vale a pena ser raptado.

Kássia disse...

Sim, alguns dos raptores vão oscilar entre a simpatia e a crueldade... (ou a insânia).

Zé Povinho disse...

Um sono reparador com aroma de vetiver de Carven.
Abraço do Zé

antonio - o implume disse...

A ficção por vezes é ultrapassada pela realidade:

http://www.tvi24.iol.pt/internacional/eua-nazis-nomes-custodia-pais-tvi24/1182783-4073.html

Rafeiro Perfumado disse...

A primeira incoerência na história: uma russa a preferir um americano a um macho latino? Duvido! ;)

Pata Negra disse...

Kàssia vi e retribui o link, li obliquamente os episódios e encontrei motivos de adesão.
Voltarei, é para isso que cá estamos.

Banda in barbar disse...

Voltarei, ou Voltaire?
é para isso que cá estamos?
é?

ikael as canjas, grata por o ver por aqui... duvido

que haja bilhões de hitlers por aquí.
E eu também podia ter escolhido outro energúmeno?
Tã fofinho.... O Hitler

nesta história que é uma sátira, ou caricatura atão qual é?
não passa de um símbolo....
A América aconteceu por acaso ou por intervenção divina?
(talvez por ser de lá que vêm a maioria dos prémios nobeis, até 1991 ia a par com os ruskis mas infim


e também é discutível a necessidade de se clonar animais extintos....tudo se prata/discutera por aqui


truques de quem escreve..ficção ;( Claro que sim! E vamos ver se este Hilter sai mais oh velha ou lobotomizado...outro nó-bell
Num apareça!como o seu!

Banda in barbar disse...

na Califórnia do sul ou no sul da cali-fornia?
é que na baja california que deixaram para os mex's
aquilo dantes era deserto
já há uns 12mil anos que água só se cavar muito, geralmente dali pra fora